VISLUMBRES


View My Stats

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

CANTO DE UMA ANTIQUÍSSIMA MEMÓRIA



Lembras-te dos caboclos, já cansados,
Enchendo a escadaria de queixumes?
Dos carregos dos móveis, mal atados,
De arestas afiadas como gumes?

E lembras-te de mim que, aos castigados,
Enchia de perdões, dando perfumes?
A pena que eu senti dos desgraçados
A quem tu foste impondo os teus costumes…

Lembras-te do escritório, dos teus quadros,
Da enorme cozinha onde as mulatas
Preparavam segredos culinários

E cantavam baixinho aos seus amados?
Lembras-te do brilhar das velhas pratas
Por cima da janela e dos armários?


Maria João Brito de Sousa

5 comentários:

Manu disse...

Olá Poetisa!
Mas que alegria tão grande vê-la por aqui.
Fui submetido a uma intervenção cirurgica ,à boca,na semana passada. Nada de especial mas que requeria uma intervenção sob anestesia geral. Acabei de chegar do hospital, fui tirar os pontos. Já estou quase no ponto, só preciso recuperar um pouco de peso porque as dietas liquidas tiram muito peso.
E a amiga? Espero que esteja um pouco melhor dessa sinusite! Com um pouco mais de vagar ainda passo pelo outro blogue para matar um pouco as saudades das nossas desgarradas.
Um beijo muito grande cheio de saudades.

pekenasutopias disse...

Ah, Manu! Belos tempos, os das desgarradas! :) Às vezes bem tarde e ainda estávamos a "desgarrar" com a Natália! Agora tenho um grupinho no Ning, de um poeta amigo, onde já estamos 35! Passe por lá, para ver. Está uma entrada no Poetaporkedeusker. É a do Horizontes da Poesia.
Abraço grande!

Giardia disse...

Tudo mto lindo por aqui!!



Adorei!

pekenasutopias disse...

Obrigada, Giardia!
É possível que eu não consiga ser uma visitante regular, mas continuarei sempre a considerar muitíssimo o trabalho do teu blog! Os meus parabéns, mais uma vez!
Abraço grande!

tristeeso.blogspot.com disse...

Olá Amiguinha, A isto eu chamo dois em um. Venho elogiar o teu trabalho, e agradecer-te pela visita que fizeste ao meu cantinho, És sempre a mesma querida adoro-te por seres assim. Obrigado. Um forte abraço deste amigo Eduardo.