VISLUMBRES


View My Stats

sexta-feira, 29 de abril de 2011

PERFIL DE MULHER


Percorro o mesmo caminho

Que um outro humano qualquer

[meu céu tem forma de ninho

como um ventre de mulher…]



Quando o dia se aproxima

Ergo, à luz do que farei,

Um templo à estranha menina

Que fui, que sempre serei…



Canto as horas e os minutos

Em palavras que improviso

Como se fossem os frutos

Com que alimento o meu riso,



Salto na corda dos dias

E, ao saltar, fico parada

Rememorando arrelias

De quem nunca arriscou nada



Nuns dias, de barro humano,

Noutros, feita de papel,

Fiz nascer asas de pano

No dorso do meu corcel



Quis então soltá-lo ao vento

Mas ele nem tentou partir…

Deu-me em troca algum talento

Que ninguém queria assumir…



Mais tarde, quando ele morreu,

Peguei nas asas, voei,

Fui levar quanto era seu

Ao céu que eu nunca encontrei



Procurei com mais jeitinho

E acabei por perceber

Que o céu cabia, inteirinho,

Neste perfil de mulher…











Maria João Brito de Sousa – 27.04.2011 – 18.21h

4 comentários:

Maria Luisa Adães disse...

Lindo perfil de mulher.

Adorei!

O problema se resolveu!

Um abraço,

Maria luísa

Maria Luisa Adães disse...

Mais pessoas foram afectadas nos
blogs, como eu e uma senhora espanhola todos os blogs dela ficaram desarticulados e apanhou uma
grande emoção.
Só hoje pode dizer Alleluia! (palavras dela)

Mas me parece que não aconteceu a todos no geral, mas a esta, como tinha mais blogs que eu a deixou
muito mal. Já está na Net há três
anos e no google.

Segundo este testemunho, parece nunca ter acontecido.

Obrigada por teres escrito para
mim como meu pedido.

Um abraço,

Mª. luísa

pekenasutopias disse...

Maria Luísa! Eu deixei-te mensagem! No Pruno é que não deu para comentar de maneira nenhuma... mas estava à espera de falar contigo para te dizer que estava tudo bem... enviei mensagem ao Pruno, via mensagem dos blogs da Google.

Maria Luisa Adães disse...

Só hoje li!
Fizeste o que não sei fazer!

Via mensagem dos blogs da Google...

Talvez saiba fazer - e sei!

Mas fora do costume, não entendo nada!

Mª. Luísa