VISLUMBRES


View My Stats

sábado, 7 de dezembro de 2013

QUATRO DÉCIMAS PARA REIVINDICAR 1% PARA A CULTURA

Juntando-me ao criativo,
Nesta ingrata condição
De, sendo erudito ou não,
Nos legar caudal tão vivo,
Tão sem sombra de aditivo,
Que se assuma inexplicado
Por mais que lido e estudado,
E que exiba, enquanto passa,
Cintilações duma graça
Que justifique o seu estado,

Deixo esta exigência; a gota
Que, ao juntar-se ao franco jorro,
Diz bem mais que o que eu discorro
Quando o jorro se me esgota,
Inteiro e quase em derrota,
Mas que, na corrente, corre
Com força que não mais morre
E que, em jacto, a perpetua
Na perspectiva mais crua
De quem sobre “estros” discorre…

Pl`o rasto de todos esses
Que ao caudal se vão juntando
Quando, sem como nem quando,
Deixam proventos, benesses,
E, contra os próprios int`resses,
A lutar contra a corrente,
Ousam dar um passo em frente
Teimando em dar corpo à voz
Que, fruto de alguns de nós,
Se faz corpo em toda a gente,

Mantenho, a cada braçada
Contra a surdez dos demais
Que sendo, ou não, virtuais,
Nada escutem, mesmo nada,
Porque vão na peugada
Dessoutras frivolidades
Que desconcertam vontades,
A certeza - mais que certa! -,
De estar a nascente aberta
À criativa ousadia
Neste rio que, dia a dia,
Nos transporta à descoberta!



Maria João Brito de Sousa – 25.11.2013 – 19.54h


16 comentários:

São disse...

Ai, Maria João, estas criaturas que aí estão para nos infernizar a vida não darão um cêntimo que seja, para elevar o nível cultural do povo.

Repare, as televisões privadas afirmam não ter o dever de educar a população ( do que eu discordo), mas , pela programação que transmitem parece que têm o de a embrutecer!

Bom fim de semana

Maria João Brito de Sousa disse...

Estou de acordo, São, mas tudo o que temos, de momento, é o voto o protesto e a reivindicação.

Abraço e um bom fim de semana!

Lídia Borges disse...

"Ousam dar um passo em frente
Teimando em dar corpo à voz
Que, fruto de alguns de nós,
Se faz corpo em toda a gente,"

Poesia que se diz,que se cumpre no "sem-limites" da alma e da arte.

Um beijo

Maria João Brito de Sousa disse...

Foi o último que escrevi, Lídia... penso que os limites do corpo, desta vez, me exigem mesmo um repouso.

Vou até aí, "perder-me" um pouco...

heretico disse...

"Que, fruto de alguns de nós,
Se faz corpo em toda a gente"

... assim é.

gostei. deveras!

beijo

Maria João Brito de Sousa disse...

Obrigada, Heretico!

Vou até aí!

O Puma disse...

Significativo texto
Bj

Maria João Brito de Sousa disse...

Obrigada, Puma! Estes são poemas muito datados... mas foi mesmo assim que eu os quis...

Teresa Almeida disse...

Vim por acaso, mas já conhecia a força dos teus dotes poéticos. Uma poesia com corpo e alma.

Um abraço bem apertado com o desejo de um rápido restabelecimento.

Maria João Brito de Sousa disse...

Obrigada, Teresa Almeida!

O meu abraço e os meus votos de um bom Domingo!

Nilson Barcelli disse...

Grão a grão encheria a galinha o papo...
Excelente poema, o teu talento poético é enorme.
Maria João, minha querida amiga, desejo-te um NATAL MUITO FELIZ e um PRÓSPERO ANO NOVO.
BOAS FESTAS
para ti e para toda a tua família.
Beijos.

Maria João Brito de Sousa disse...

Obrigada, Nilson!

Infelizmente o meu Natal será tremendo, como o de muitos milhares de portugueses. No meu caso, vieram juntar-se, muito inoportunamente, várias circunstâncias infelizes à miséria generalizada que se vai fazendo sentir no país... a tantos níveis...

Desejo, do fundo do coração, que o teu possa ser muito feliz!

rosa-branca disse...

Olá amiga, lindo poema que adorei. Feliz Natal, Boas festas e beijos com carinho

Ricardo Miñana disse...

Ya llegan estas fechas tan entrañables, te dejo un abrazo con mis mejores deseos de felicidad,
feliz Navidad!!, feliz año 2014!!.

Maria João Brito de Sousa disse...

Feliz Natal, Rosa Branca! Um grande e fraterno abraço!

Maria João Brito de Sousa disse...

Obrigada, Ricardo Miñana! Feliz Nata!!