VISLUMBRES


View My Stats

quinta-feira, 1 de julho de 2010

DESTE LADO DO ESPELHO














Deste lado do Espelho, sou mulher

Louca e perdida em estranhos devaneios,

À espera do melhor que em mim houver

Sem sonhos, sem limites, nem receios...


Sou Pequena Utopia e, se o quiser,

Serei também mulher de olhos alheios,

Daquela exacta cor que o espelho quer

- violetas reflectindo outros anseios -...


Teclando, de surpresa - até pr`a mim -,

Ficciono a minha imagem sem pudor

E reparto-me em tons que desconheço,


Sem jamais me apartar deste jardim

Onde desabrochou tão louco amor

E onde todos os dias recomeço...



Maria João Brito de Sousa


2 comentários:

OutrosEncantos disse...

Maria João, perdoa o meu atrevimento, encontrei-te na Maria Luísa..., não resisti a vir ler o teu soneto, que se saboreia desde logo, à medida que se lê.
E gostei desse sabor do teu Ser Mulher.
Parabéns.
Beijinho

pekenasutopias disse...

Sê muito bem vinda, Outros Encantos! Olha, encontras-me ainda meia "atarantada" porque consegui mudar o Template e nem sequer percebi muito bem como é que o fiz... mas estou a gostar, muito embora me pareça que não vou ser capaz de reconstituir os passos que me levaram a esta mudança de visual...
Já conheceste o http://poetaporkedeusker.blogs.sapo.pt/ ? Está cheiinho de sonetos. Ando a publicar "1 soneto por dia" há mais de dois anos e meio...
Agora sou capaz de os vir trazer até aqui, ao pekenasutopias...
Abraço grande!