VISLUMBRES


View My Stats

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

VELHA NAU



>
Neste fundo de mar me afogo e cedo
A alma à velha nau que me navega
E, tendo revelado o meu segredo,
Recebo o novo dom que ela me entrega

Fascinada por ele, só nele me enredo
E, venha o que vier, nem a refrega
Me faz voltar atrás, cedendo ao medo
Do ciclo da permuta e da trasfega…

Por mais mar que esta minha nau percorra
[pouco me importa que ela afunde e morra;
há sempre um mar que volta e outro que parte!],

Enquanto a velha nau mo permitir
Hei-de perpetuar, neste ir e vir,
Mil conquistas do Tempo pela de Arte…


Maria João Brito de Sousa

7 comentários:

Nilson Barcelli disse...

Navegar, é preciso...
Nem que a nau seja velha e sejam precisos remos...
Belíssimo soneto. Gostei imenso das tuas palavras.
Um beijo.

PS: obrigado pela tua visita, volta sempre.

Nilson Barcelli disse...

PS: tens a hora do Pacífico no blogue...

pekenasutopias disse...

Tenho de aguentar a hora do Pacífico, Nilson! Até podia ser a hora de Marte... estou num espaço público e não posso mudar nada!
Abraço e bom fim de semana! :)

Nilson Barcelli disse...

Se podes ir ao blogue e comentar, também podes mudar a hora... mas isso é irrelevante... nem sei por que falei nisso...
Um beijo.

pekenasutopias disse...

Não dá para mudar a hora, não, Nilson. Esteve cá uma equipa de técnicos e foi-lhes dada a instrução de mudar a hora, entre outras coisas, mas devem-se ter esquecido. Tudo isto se passou à minha frente e eu garanto que não consigo fazer um sem número de coisas que poderia fazer se tivesse "honras de administrador". Estes computadores são dependentes de um administrador central e, daqui, só podemos pesquisar, comentar e publicar...
Abraço!

Nilson Barcelli disse...

Olá
A hora dos posts e comentários não se muda nos computadores... muda-se nas definições do blogue... vai a:
DEFINIÇÕES -> FORMATAÇÃO -> FUSO HORÁRIO -> (GMT+00:00) Lisboa

Um abraço

pekenasutopias disse...

Vou tentar fazer isso tudo... eu disse TENTAR porque, conhecendo a minha proverbial falta de habilidade, acho que não vou conseguir...
Obrigada e abraço, Nilson!