VISLUMBRES


View My Stats

terça-feira, 3 de agosto de 2010

MARIA-SEM-CAMISA II




Maria-Sem-Camisa, a sabe-tudo,

Aprendeu a falar c`os animais

E não desdenha nunca saber mais

Pois conhece o que diz o que está mudo...



Maria-Sem-Camisa é, sobretudo,

Uma devota ouvinte dos demais!

Entende o que lhe dizem os pardais,

Brinca com a razão onde eu me iludo...



Maria é destemida e eu nem tanto...

Maria nunca mente! Eu já menti...

Maria é bem mais forte do que eu sou!



Maria é o meu EU despido o manto

Que cobre tudo aquilo que senti

Quando a fraqueza humana germinou...




Maria João Brito de Sousa, in POETA PORQUE DEUS QUER

Autores-Editora, 2009

2 comentários:

Vitor disse...

Bem vinda de volta a este seu cantinho...e que engraçada que era a Maria no meio do caos próprio da idade ;-)

Bj*

pekenasutopias disse...

Ai, Vítor... às vezes - só às vezes! - o caos continua a ser um elemento essencial à minha criatividade... então, se estou a pintar, é mais do que certinho que tudo à minha volta parece caótico... incluindo a minha pessoazinha que fica toda coberta das mais diferentes cores... :))
Um dia destes experimento expor-me a mim mesma, depois de uma sessão de pintura! :))
Abraço gde!